sábado, 17 de julho de 2010

Precisamente

Sinto saudade
e nunca te tive.
Não espero você ligar
e não ligo também.
Estranho você não estar,
o que acho normal.
Você quer dar
e não sabe receber.
Faz coisas tocantes
para depois estragá-las.
E ainda por cima
consegue ser pior do que farol quebrado...
Seu cheiro é tão raro
e eu o adoro.
Sua fala é louca
e me prende.
Você não tem noção do tempo
e eu nem te acordo.
Preciso dizer que te amo?

3 comentários:

Clepsidra disse...

Gosto de seus poemas. Vc consegue sintetizar mto bem os sentimentos. E há algumas surpresas pelo caminho - como "Estranho vc não estar/ o que acho normal".
Parabéns,.
Bjs, Carla Lapenda

Anita. disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anita Fernandes disse...

Carla...

Obrigada pela visita e pelas palavras. A gente tenta dizer, mas só escrevendo é que algumas coisas tomam forma; principalmente quando diz respeito ao que que sentimos.

Beijos,
Anita.